OMUNDO DO FUTEBOL

SELENACIONAL - O MUNDO DO FUTEBOL

Noticias Brasil / Mundo

Arena Pantanal vai contar com energia solar na cobertura

Posted by Andre Enrico on July 6, 2012 at 8:20 PM Comments comments (0)

A Arena Pantanal, em Cuiabá, iniciou na última semana a instalação dos quatro pórticos que sustentarão a cobertura do estádio da Copa, como se fossem traves. Assim como a Fonte Nova e o Castelão, a arena mato-grossense é mais uma a começar o processo de montagem da cobertura, embora não figure entre as sedes da Copa das Confederações de 2013 --o prazo de conclusão é junho de 2013, de acordo com a Secopa local.

Hoje, o estádio de Cuiabá tem 45% das obras concluídas. Gruas e guindastes trabalham na montagem das estruturas metálicas removíveis que receberão as arquibancadas dos setores norte e sul. A cobertura da Arena Pantanal vai abrigar uma estação de geração de energia solar a partir do uso de placas fotovoltaicas. A expecativa é que a usina gere 1,2 megawatts/hora, ou 20% do que a arena deverá consumir.


Arena Pernambuco vai ter uma Usina Solar

Posted by Andre Enrico on March 18, 2012 at 1:20 PM Comments comments (0)


A Neoenergia, por meio da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), e a Odebrecht Energia implantarão uma usina solar na Arena Pernambuco, estádio que será uma das sedes da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, localizado em São Lourenço da Mata, a 19 km de Recife. Com investimento de cerca de R$ 13 milhões, a usina solar terá 1MWp de potência instalada, o equivalente ao consumo médio de 6 mil brasileiros.

Em parceria com o governo pernambucano, o início da implantação está previsto para o segundo semestre de 2012, com expectativa para entrar em funcionamento até junho de 2013. A instalação da usina solar faz parte de um Projeto Estratégico de Pesquisa e Desenvolvimento - “Arranjos Técnicos e Comerciais para Inserção da Geração Solar Fotovoltaica na Matriz Energética Brasileira”, lançado em agosto de 2011 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que será realizado pelas concessionárias do Grupo Neoenergia (Celpe, Coelba e Cosern) e a Odebrecht Energia, com investimento total de R$ 24,5 milhões.



A implantação e operação da usina não acarretarão custos adicionais ao estádio, em construção pela Odebrecht Infraestrutura, sendo arcados pelas empresas participantes do projeto da planta solar. Toda energia gerada será destinada à Arena Pernambuco. Sua tecnologia utilizará energia solar fotovoltaica, que conta com painéis solares para converter a energia da luz do sol em energia elétrica.

O Memorando de Entendimento para a instalação da usina já foi assinado entre a Arena Pernambuco e a Odebrecht Energia, responsável pela usina solar após o término de sua implantação. O uso da energia solar trará também benefícios ambientais, por ser um recurso renovável e não poluente, com baixo custo de manutenção. A fonte é abundante em quase todo o território nacional e permite a geração distribuída, o que reduz os custos globais de energia e ainda gera créditos de carbono.

Entre as arenas no mundo que já adotaram a energia solar estão o Qwest Field, em Seattle, o AT&T Park, em São Francisco, ambos nos Estados Unidos, e ainda e o Easy Credit Stadium, em Nuremberg, na Alemanha.